Como melhorar a fertilidade natural?

Como melhorar a fertilidade natural?

A fertilidade reduz naturalmente durante a vida, realidade que impõe dificuldades a pessoas em idade avançada que desejam ter filhos. A chance de gravidez natural para mulheres abaixo dos 30 anos, portanto é maior que para aquelas com mais de 40 anos, quando já teve mais chances de desenvolver problemas ginecológicos.

O mesmo pode acontecer com o parceiro. Os motivos ainda são incertos, mas acredita-se que a infertilidade masculina pode surgir, ao longo do tempo, devido a problemas relacionados a uma má qualidade seminal que afeta a fecundação, implantação e desenvolvimento embrionário.

Este artigo oferece informações importantes para homens e mulheres que desejam melhorar sua fertilidade, portanto, se você está enfrentando dificuldades para ter um filho, acompanhe o texto e descubra maneiras de evitar o problema.

Quais fatores influenciam a fertilidade?

A fertilidade reduz, como dito, naturalmente, com o avanço da idade. Nos homens, geralmente, isso é devido a um decréscimo na qualidade seminal e nas mulheres pelo envelhecimento dos óvulos — o que reduz as chances de fecundação e aumenta os riscos de abortos espontâneos —, e pela redução da reserva ovariana, isto é, a diminuição da quantidade de óvulos disponíveis em sua vida reprodutiva.

Além das causas naturais relacionadas ao avanço da idade, mulheres podem sofrer problemas de infertilidade devido a miomas uterinos, que podem bloquear suas trompas de Falópio e, assim, dificultar a implantação embrionária ou mudar a forma da cavidade endometrial.

Irregularidades menstruais e doenças relacionadas, como a sop (síndrome dos ovários policísticos), endometriose e tumores também são considerados fatores de risco para a infertilidade.

Na verdade, qualquer problema nos órgãos reprodutores pode prejudicar a fertilidade. O sistema deve estar saudável para que as chances de gravidez sejam elevadas e, por isso, enfermidades no útero e ovários podem prejudicar o amadurecimento e liberação de óvulos, a fecundação, implantação do embrião e manutenção da gestação.

Além disso, existem casos em que a infertilidade não tem causa aparente, quando a investigação é inconclusiva e o problema, geralmente, está relacionado a alterações genéticas, imunológicas ou distúrbios endocrinológicos.

O que pode melhorar a fertilidade de homens e mulheres?

Muitos fatores e hábitos de vida podem influenciar a capacidade reprodutiva de um casal. Assim, algumas mudanças no cotidiano, geralmente relacionadas à redução do estresse, ao consumo de substâncias e à prática de exercícios físicos, podem solucionar o problema.

Alguns estudos mostram que variações de peso causam ciclos menstruais irregulares, um dos problemas relacionadas à infertilidade. Por isso, uma dieta saudável pode ajudar a evitar dificuldades na fecundação e no crescimento embrionário, especialmente para mulheres e homens acima do peso ou obesos.

É importante também evitar o consumo de bebidas alcoólicas e do fumo (inclusive cannabis), porque essas substâncias podem influenciar na antecipação da menopausa, no atraso da ovulação e na redução da qualidade seminal.

Exercícios físicos também são essenciais para aumentar a capacidade reprodutiva. Um estudo realizado com 50.678 mulheres descobriu que atividades físicas podem atrasar a menopausa, desde que com acompanhamento nutricional, pois a deficiência calórica pode gerar ciclos irregulares.

A redução do estresse também deve ser uma preocupação da mulher que deseja engravidar. Um estudo mostra que quando os níveis de alfa amilase estão altos, são menores as chances de gestação natural. Para pacientes com ansiedade ou depressão, portanto, o tratamento é necessário e aumenta as chances de sucesso.

Além dessas mudanças cotidianas, o casal deve calcular o período fértil, afinal, a fecundação pode não acontecer devido a dias incorretos ou baixa frequência de relações sexuais.

Para aumentar as chances de gravidez natural, é importante que as tentativas sejam feitas na janela de fertilidade, durante a fase de ovulação.

Se nada disso funcionar, durante um ano de relações sexuais regulares sem o uso de métodos contraceptivos — ou seis meses para mulheres com mais de 40 anos —, é importante procurar um especialista.

O médico poderá indicar tratamentos como terapias hormonais, miomectomia e laparoscopia, dependendo da causa da infertilidade. No entanto, se os resultados forem insatisfatórios, o especialista poderá ainda indicar métodos de reprodução assistida.

Nesses casos, a mulher passa por uma fase de estimulação ovariana, o que aumenta as chances de sucesso. A fiv (fertilização in vitro), por exemplo, a técnica mais complexa e avançada, consegue resolver praticamente qualquer caso de infertilidade.

A capacidade reprodutiva de homens e mulheres é reduzida de maneira natural com o avanço etário, além de ser influenciado por diversos fatores de saúde e hábitos de vida. Para aumentar a fertilidade, deve-se reduzir o consumo de substâncias como o tabaco e bebidas alcoólicas, reduzir o estresse, seguir uma dieta balanceada, controlar a variação de peso e, é claro, calcular o período fértil. Quando essas prevenções não forem suficientes, após um ano de tentativas, buscar um especialista é imprescindível para que a infertilidade possa ser tratada ou que métodos de reprodução assistida possam ser indicados.

Saber o momento ideal para ter relações sexuais e aumentar as chances de uma gestação natural, como dito, é essencial. Aprenda como fazer isso em nosso artigo sobre cálculo do período fértil.

Compartilhe:

Deixe seu comentário:
Se inscrever
Notificação de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments