Epididimite

Na parte posterior de cada testículo está localizado um ducto (tubo) chamado epidídimo. Ele é responsável por armazenar e transportar os espermatozoides. Epididimite é uma inflamação, caracterizada por inchaço e irritação, que ocorre no epidídimo e pode provocar dor intensa no testículo.

É mais comum em homens entre 14 e 35 anos, embora possa ocorrer em qualquer momento do período sexualmente ativo ou mesmo em crianças.

Os espermatozoides começam a crescer nos testículos e ganham movimento e maturidade enquanto viajam pelo epidídimo até o ducto deferente, para serem posteriormente ejaculados. Se não for tratada adequadamente, essa inflamação pode provocar diversos problemas, afetando, inclusive, a fertilidade.

Este texto explica as causas que provocam a epididimite, sintomas que indicam a necessidade de procurar um especialista, diagnóstico e tratamento.

O que é epididimite e quais causas provocam a doença

A epididimite é uma infecção bacteriana que pode ser aguda, quando ocorre subitamente, ou crônica, quando se desenvolve lentamente. A aguda é rapidamente percebida, manifesta sintomas como vermelhidão e dor na região dos testículos afetados e é eliminada com o tratamento.

Já a crônica, por outro lado, geralmente é caracterizada por uma dor incômoda, que se torna cada vez mais evidente à medida que a doença progride. Os sintomas da epididimite crônica podem melhorar com o tratamento, porém não desaparecem completamente e tendem a ser recorrentes.

Caso os testículos também sejam afetados pela inflamação, causando dor, a condição é conhecida como epidídimo-orquite.

A disseminação de uma infecção bacteriana, que pode ter início na uretra, próstata ou bexiga, geralmente causa epididimite. Entretanto, é mais comumente provocada por dois tipos de infecção:

Infecção sexualmente transmissível (IST)

Infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), como gonorreia e clamídia, são as causas mais comuns de epididimite em homens sexualmente ativos que não utilizam preservativos. Por outro lado, os casos de epididimite que não são causados ​​por ISTs são menos comuns e geralmente causados por infecções no trato urinário.

Infecção do trato urinário (ITU)

A epididimite causada por infecção no trato urinário pode ocorrer em homens de qualquer idade, inclusive crianças.

Essas infecções podem ser provocadas por diferentes fatores, entre eles o aumento da próstata, que causa maior pressão na bexiga, cirurgias realizadas na virilha, bexiga ou próstata, ou mesmo pela introdução frequente de um cateter pela uretra.

Embora os casos de epididimite em crianças sejam raros, quando ocorrem, são na maioria das vezes em decorrência de infecções na uretra ou bexiga, provocadas por lesões na região (causadas por um trauma externo, por exemplo), torção do epidídimo e urina retrógada, que retorna para o epidídimo em vez de ser eliminada.

Outras causas menos comuns também podem provocar epididimite em homens de qualquer idade. Elas incluem:

Quais são os sintomas provocados pela epididimite?

A epididimite provoca frequentemente dor em um ou nos dois testículos, vermelhidão e inchaço na região afetada. Além disso, outros sintomas incluem:

Os sintomas se manifestam de acordo com a causa da epididimite. A secreção pela uretra, por exemplo, ocorre pela transmissão por ISTs, enquanto a vontade urgente e frequente de ir ao banheiro geralmente é provocada por uma infecção no trato urinário.

Nas crianças, os sintomas mais comuns são:

Os sintomas da epididimite podem ser semelhantes aos da torção testicular, uma condição em que ocorre a rotação do testículo, torcendo o cordão testicular, interrompendo o fornecimento de sangue. Os sintomas incluem dor súbita, intensa e inchaço no testículo. Eles sugerem a necessidade de tratamento cirúrgico de urgência.

Independentemente da gravidade da dor, entretanto, qualquer sintoma alerta para a necessidade de procurar um especialista.

Diagnóstico e tratamento da epididimite

Conheça os métodos diagnósticos e tratamentos indicados para a epididimite. Primeiro deverá ser realizado um exame físico detalhado, que vai verificar se há inchaço e assimetria dos testículos ou de linfonodos na região da virilha, sinais de aumento e sensibilidade na próstata, além de uma avaliação do histórico do paciente.

Se houver suspeita, os seguintes exames deverão então ser realizados:

Rastreio de ISTs: uma amostra da secreção deverá ser analisada para detectar bactérias de clamídia e gonorreia.

Exame de urina: o exame de urina pode verificar se há presença de outras bactérias que possam ser responsáveis pela infecção ou confirmar a presença das transmitidas por ISTs.

Ultrassonografia dos testículos: esse exame de imagem é importante para descartar uma condição conhecida como torsão testicular, em que os sintomas são bastante parecidos com os manifestados pela epididimite e utiliza o doppler colorido para ajudar a avaliar o fluxo sanguíneo. Quando ele está acima do normal, confirma o diagnóstico de epididimite.

O tratamento indicado para a epididimite é a prescrição de antibióticos e deve ser extensivo aos parceiros em caso de ISTs.

Entre 48 horas e 72 horas, já é possível perceber a redução dos sintomas.

Algumas ações, como o apoio dos testículos por uma cinta ou a aplicação de compressas de gelo, também podem ser sugeridas para ajudar a aliviar o desconforto provocado pela doença.

Após o termino do antibiótico é necessário retornar ao especialista para verificar se a infecção foi eliminada. O tratamento é eficaz na maioria dos casos, porém, quando se torna recorrente, pode causar complicações, como abscessos no escroto, a disseminação da infecção para os testículos, provocando a epidídimo-orquite e, em casos mais graves, infertilidade.

Quando há formação de abscesso, a cirurgia é necessária para drená-los e, em alguns casos, o epidídimo ou parte dele também deverá ser removido por meio de um procedimento chamado epididimectomia.

Uma intervenção cirúrgica também poderá ser considerada se a epididimite ocorrer como consequência de anormalidades físicas.

Compartilhe:

Deixe seu comentário:

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de